25 janeiro 2006

184) Imposto Único: um debate (3)


2) Meus comentários iniciais:

De: Paulo Roberto de Almeida
Data: 01/23/06 18:28:58
Para: marcoscintra@marcoscintra.org
Assunto: RE: Artigo Plebiscito pelo Imposto Único

Trata-se, certamente, de um bom debate para o ano eleitoral, mas independentemente de plebiscito, ou não, o problema seria saber como passar de um regime a outro sem desorganizar a economia do país.
A questão poderia eventualmente ser colocada junto das votações em outubro, ainda que eu duvide que se consiga introduzir esse projeto na pauta, mas vale o debate. Tenho dúvidas, porém, de que a classe política e sobretudo os tecnocratas do Estado permitam seu aprofundamento... Vão dizer que é inviável...
_____________________
Paulo Roberto de Almeida

--------------------

3) Resposta de Marcos Cintra:

On 24/01/2006, at 21:43, Marcos Cintra wrote

Caro Paulo Roberto,
Obrigado por sua mensagem de apoio ao Imposto Único.
Certamente haveria uma regra de transição para o mundo do Imposto Único. Não seria algo abrupto.
Também não vejo como colocá-lo em pauta nas próximas eleições, mas creio que o debate político em 2006 poderia criar condições para a realização do plebiscito em 2007-2008.
É preciso haver mobilização pela proposta. Vejo muita gente falar e reclamar de impostos, mas não os vejo apresentar propostas de ação, projetos que possam avançar em busca de um sistema mais justo de arrecadação de impostos.
O Imposto Único não é uma aventura. Já temos o imposto único da micro e pequena empresa (o SIMPLES), ainda que não seja como gostaríamos que fosse, sobre movimentação financeira; já temos a CPMF que comprovou ser um imposto justo, simples, barata e insonegável.
Porque esperar mais para darmos o passo final rumo ao IMPOSTO ÚNICO?
Vamos pressionar, e exigir um PLEBISCITO sobre o tema: sim ou não ao Imposto Único.
Porque não se faz isso? Os políticos, sonegadores, e os corruptos devem ter muito a temer. Que seus privilégios e seu poder sejam desafiados? Pois é exatamente isto que o Plebiscito fará. Pergunte ao seu deputado, seu candidato a governador ou a senador se ele é favorável ao Plebiscito. Faça desta pergunta o critério que definirá seu voto.
Vamos trabalhar pela Plebiscito. Divulgue o artigo que lhe enviei. Mande a seus amigos.
A Associação Contribuintes em Ação em breve estará mobilizando todos em prol desta proposta.
Manterei você informado.
Um forte abraço
Marcos Cintra


---------------

4) Nova contribuição minha ao debate, em 24 de janeiro de 2006:
(em post subsequente e final)

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home